Início Notícias Agenda Videos Quem somos Contactos

BRUTAL MUSIC MAGAZINE #2 Reportagem Vagos Metal Fest 2017 Entrevista NIGHTRAGE AFIRE / / BLOODLUST / DORSAL ATLANTICA / HOT FOXXY / DAREWOLF / CRUZ DE FERRO / TERROR EMPIRE / KALEDON E MUITO MAIS #entra aqui#

Translate this Page
Ultimas Atualizações
Início  (13-10-2017)
Entrevista: Redlizzard  (13-10-2017)
Quem somos  (10-10-2017)

Rating: 2.5/5 (727 votos)

ONLINE
1


Partilhe este Site...

 BRUTAL MUSIC MAGAZINE #2 Set/Out

Entrevista a NIGHTRAGE

AFIRE/ / BLOODLUST / DORSAL ATLANTICA / HOT FOXXY / DAREWOLF / CRUZ DE FERRO / TERROR EMPIRE /KALEDON  E MUITO MAIS

Parceiros


MISS LAVA EM ENTREVISTA
MISS LAVA EM ENTREVISTA

Entrevista: Miss Lava

Por: Paula Antunes/Hintf

 

Hintf: Olá! Antes de mais obrigada pelo vosso tempo para com esta entrevista e para abrir as hostilidades nada melhor que sabermos quem são os Miss Lava e como chegaram a esta formação atual?

 Os Miss Lava são uma banda de heavy stoner rock lisboeta com 3 álbuns e quase quase 2 eps. Começámos em 2006 e ainda não parámos. Já tocámos em todo o lado, desde festivais como o Super Bock Super Rock, Vagos ou Moledo, tours por Espanha, Inglaterra e Alemanha, um concerto one off no Whisky a Go Go em Los Angeles até um concerto no Bar Escadinhas em Setúbal em que um amp de guitarra era o amp da voz e cabiam cerca de... vá... 3 pessoas. :)

 

Hintf: Falem um pouco da vossa experiência musical e de que forma resultou na conceção deste último disco, ‘Dominant Rush’?

 Este EP “Dominant Rush” acaba por ser um satélite do último disco “Sonic Debris”, que lançámos no ano passado. Este disco nasceu numa fase grande tensão criativa da banda. Gravámos 14 músicas em estúdio. Quando tivemos que fazer o setlist final do álbum, sentimos que haviam dois corpos estéticos independentes – um mais aventureiro e experimental no qual resultou “Sonic Debris” e outro mais straight forward, com uma tensão dominante do qual resulta este “Dominant Rush”. Estamos muito contentes por ter chegado a uma fase em que conseguimos ouvir este corpo de trabalho e chegar a este tipo de decisões. Estas músicas merecem mesmo uma edição própria.

 

Hintf: Quem está por trás do artwok de Miss Lava? Quem se encarrega de toda a arte visual, quer da banda quer dos discos e vídeos? E falem-nos também um pouco sobre este disco, em que se inspiraram para o escrever?

 O nosso grande amigo José Mendes (josemendes.me). Desde o primeiro EP. Sentimos que ele consegue conectar-se com a nossa música como poucos. O trabalho visual acaba sempre por ser uma extensão criativa, também com vida própria, do trabalho musical. O Johnny Lee também tem um papel muito activo nesta parte. Ao longo dos últimos anos, tem sido ele a criar toda a linha gráfica do nosso merch.

 Nos vídeos, temos trabalhado com diferentes pessoas, desde o Joerg Steineck até o Bruno Simões ou José Dinis. Aqui, as abordagens seguem sempre caminhos independentes, consoante a música, a ideia e o realizador.

 A inspiração para o disco resultou de uma viagem na qual tivemos uma reorganização da banda, com a saída de um elemento que era também ele o próprio produtor. Durante o processo, fomos experimentando várias paisagens sonoras, estruturas musicais, temáticas (tanto pessoais como narrativas escritas de raiz)... foi um processo denso, de muita experimentação e procura de auto-confiança. Acredito que este “Dominant Rush” traduz muito a necessidade e a urgência de afirmação desta nova formação. Se não me engano, foram das primeiras músicas a serem criadas no processo.

 

 Hintf: E falando em vídeos, gravaram recentemente um vídeo como suporte visual deste novo lançamento, em concreto para o tema ‘Black Unicorn’; falem-nos do porquê da escolha deste tema, como desenvolveram a ideia para o mesmo e de quem é a boa culpa do resultado final?

 Foi tudo culpa do José Dinis, nosso grande amigo que também é baixista dos Dollar Llama. Já conhecíamos o trabalho do Zé e há muitos anos que falávamos em fazer algo. Este “Dominant Rush” acabou por dar o contexto ideal – todos estávamos com disponibilidade para fazer algo. Passámos-lhe as quatro músicas e ele escolheu esta. Identificou-se muito com a música e teve logo a ideia para o vídeo. Após a ideia central do Zé, que tinha no seu coração mais um princípio estético do que narrativo, fomos batendo bolas até chegar a este resultado final. Que sem dúvida tem toda a boa culpa dele.

 

Hintf: É sabido que o tempo de hiato entre lançamentos ou atuações não significa paragem total na criação e/ou desenvolvimento de projetos; assim como têm visto o crescente evoluir e surgir de novas bandas a nível nacional no mesmo género que vós?

 Há cada vez mais e melhores bandas. Cada vez mais eventos e pequenos festivais onde as bandas se podem mostrar. Acho que começa mesmo a haver um pequeno circuito para este género, apoiado por malta que realmente se interessa por descobrir música e com qualidade. Nos últimos tempos, a banda que mais nos impressionou foram os Stone Dead. Tanto na criação musical como na entrega em palco. E os resultados já começam a aparecer. A verdade é: quanto mais melhor!

 

Hintf: Voltando um pouco atrás na vossa carreira / discografia; o que mudariam (se é que mudariam…) e de que forma?

 Acho que não mudaríamos nada. Estamos sempre a querer descobrir e a fazer coisas pela primeira vez. Desde que se mantenha assim vamos ter sempre motivação para continuar a criar música.

 

 

 Hintf: Esta é uma linha aberta para que possam deixar uma mensagem especial aos nossos leitores e vossos seguidores!

 Apareçam nos concertos para uma jola e falem connosco no facebook! Ou então bebam uma por nós e façam filhos! J MISS LAVA LOVES YA

topo