heavy metal faz bem para à saúde.

Estudo surpreendente revela que ouvir heavy metal pode fazer bem para a saúde

 

Estudo surpreendente revela que ouvir heavy metal pode fazer bem para a saúde.

Ao contrário da visão popular de que ouvir músicas de sonoridade pesada, como o heavy metal, pode causar sentimentos de raiva, depressão ou isolamento, isso pode ser, de fato, capaz de combater estes mesmos tipos de emoções negativas, de acordo com um novo estudo publicado esta semana.

O estudo, conduzido pela estudante Leah Sharman e o psicólogo Genevieve Dingle, contou com 39 ouvintes regulares de música pesada com idade entre 18 e 34 anos, e os submeteu a uma indução de raiva por um período de 16 minutos.Pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália, descobriram que quando os voluntários foram expostos a gêneros musicais pesados, incluindo heavy metal, emocore, punk, e screamo, eles realmente experimentaram uma gama de sentimentos positivos, como calmaria, felicidade ou inspiração. (É interessante notar que os participantes do teste já gostavam dos gêneros, se não, seus resultados individuais poderiam variar).

Eles foram forçados a recordar experiências pessoais infelizes que os fizeram sentir raiva ou stress, envolvendo parceiros, emprego ou finanças. Após a indução da raiva, os participantes foram então monitorados de 10 em 10 minutos, enquanto ouviam os gêneros musicais pesados. Entre a pausa das músicas, eles eram obrigados a sentar-se em silêncio pela mesma quantidade de tempo.

Os pesquisadores descobriram que, ao invés de amplificar as emoções negativas de raiva ou estresse, aqueles que ouviram apenas 10 minutos de músicas pesadas, se sentiram aliviadas.

A pesquisa, publicada este mês na revista Frontiers in Human Neuroscience, diz: "Os resultados indicam que a música pesada não deixou os participantes irritados, aflorando a raiva; ao contrário, ela pareceu combinar com sua excitação fisiológica e resultou em um aumento nas emoções positivas. Ouvir música pesada pode representar uma maneira saudável de processar a raiva”.

O resultado sugere que os ouvintes podem escolher formas musicais que correspondam ao seu nível atual de estresse ou agitação, utilizando a energia e o ritmo das gravações para ajudar a processar seus sentimentos do momento, como forma de conforto.

"Ao experimentar raiva, os fãs de músicas pesadas gostavam de ouvir a música que poderia coincidir com a sua raiva. A música ajudou-os a explorar toda a gama de emoções que sentiam, mas também os deixou sentindo-se mais ativos e inspirados. Os resultados mostraram que os níveis de hostilidade, irritabilidade e tensão diminuíram após a música ser introduzida, e a mudança mais significativa relatada foi o nível de inspiração que sentiam",disse Sharman em um comunicado de imprensa.

O que é notável sobre os resultados é como a música pode ser tão edificante para aqueles que gostam de ouvi-la. As descobertas surpreenderam os próprios pesquisadores. "Foi interessante, pois metade das canções escolhidas continham temas de raiva ou agressão, com o restante contendo temas que tratassem de isolamento e tristeza. No entanto, os participantes relataram que usaram a música para resgatar a felicidade, mergulhar em sentimentos de amor e melhorar o seu bem-estar”, concluiu Sharman.

 

Fonte: Jornal da Ciência