Início Notícias Agenda Videos Quem somos Contactos

BRUTAL MUSIC MAGAZINE #1 Julho Disponivel a 8 de Julho com: Entrevista a IBERIA / FLESHPRESS / ANGUERE / RED MOON ARCHITECT / CULT OF ERIINYES / KIT / SKYPHO / HELLRIPPER/ BLEES THE MESS / FACE DOWN HERO / VIRTUAL SYMMETRY /NAYADES / DINOSAUR / CLUB NOIR#ler aqui#

Translate this Page
Ultimas Atualizações
Início  (01-08-2017)
LIV SIN em entrevista   (01-08-2017)

Rating: 2.6/5 (620 votos)

ONLINE
2


Partilhe este Site...

 BRUTAL MUSIC MAGAZINE #1 Julho

Entrevista a IBERIA

FLESHPRESS / ANGUERE / RED MOON ARCHITECT / CULT OF ERIINYES / KIT / SKYPHO / HELLRIPPER/ BLEES THE MESS / / FACE DOWN HERO / VIRTUAL SYMMETRY /NAYADES / DINOSAUR / CLUB NOIR

 

Parceiros


‘Hateful 10’ dos TORNADO KID em Review
‘Hateful 10’ dos TORNADO KID em Review

Banda: Tornado Kid

Titulo: ‘Hateful 10’

Editora: Independente

Data de Lançamento: 28/04/2017

 

Que se poderá esperar de um coletivo de cinco jovens homens que têm como fito aquecer menos supostamente quentes audiências russas? De tudo um pouco talvez, pois sendo a Rússia uma região mais fria não significa que os seus habitantes o sejam também.

 

E assim formados em 2013 os Tornado Kid surgem e revolucionam um pouco do panorama musical com a sua quente e brava interpretação musical de um género rock moderno e bebido de influências de décadas mais doiradas de tempos passados sempre presentes.

 

‘Hateful 10’ é o seu primeiro registo em formato longa duração e apesar de este não ser o título originalmente escolhido para a sua apresentação, assenta no entanto que nem uma luva ao conjunto das 10 canções nele incluso.

 

Abrindo as hostilidades destes 32 minutos está um voraz ‘Hunger’, dando o ponto de partida sem delongas ao que se propõem – bom velho Rock, pulsante de energia e de ritmos acelerados e coordenados. Mesclando cadências e alternâncias entre algum metal mais moderno e um rock duro e coeso, sobe-se a parada da velocidade imposta pelas guitarras em ‘Rough and Tumble’ com acentuadas batidas groove, com refrões orelhudos e linhas de coro uníssonas com a temática proposta neste disco, uma miríade de decibéis que se querem a roçar a linha vermelha enquanto puxamos de mais uma fresca bebida e se brinda à vida.

 

‘Hateful 10’ acaba por ser um disco ‘odioso’ de descomprometida musicalidade, onde ressalta a paixão pela música nua e crua, feita para descompressão e prazer, uma viagem sensorial numa montanha russa de emoções vibrantes.

 

Fica ainda a referência para ‘Whiskey Beer Anthem’, um belíssimo tema punk rock com laivos progressistas e cheio de técnica e perícia do baixo.

 

Pontuação: 7,8/10

Por: Paula Antunes / Hintf WebZine

topo